28 fevereiro 2016

A União e o Respeito por trás das Causas Sociais


Apesar de certa forma a polêmica já estar ficando repetitiva, ainda acho importante manifestar minha experiência e opinião sobre o tão falado "shortinho". 
Na escola de Porto Alegre, Anchieta, onde tudo começou, as alunas fizeram uma grande mobilização através de um baixo assinado que hoje já conta com mais de 4 mil assinaturas, garotos foram à escola vestidos de shorts em apoio às meninas, houve cartazes espalhados pela escola... Isso tudo foi parar em jornais, televisão, internet e repercutiu muito positiva e negativamente.
Na minha escola por exemplo, que ao contrário do Anchieta é pública, nós também queríamos espaço e igualmente fizemos um baixo assinado, mesmo sem nossas aulas terem começado e, tendo eu participado do baixo assinado e  dito mais algumas palavras, conheci colegas e me uni com quem nunca tinha visto antes e creio que o mesmo deve ter acontecido no Anchieta, então independente se o dress code das escolas mudar ou não, nós agora entendemos o poder que temos sejamos meninos ou meninas quando estamos juntos e juntas e certamente vamos usar isso pro bem.
É sobre isso que eu quero falar: Não que apoio ou não o uso de short e suas respectivas mobilizações tanto na minha escola quanto no Anchieta e sim, dessa essência que deixa rastros nas escolas e uni a todos em torno de um único objetivo, essa coisinha que nos tornam jovens mais fortes e preparados pro futuro.
Hoje é pelo short, amanhã ou depois pode ser por qualquer outra coisa que venha a ser do nosso interesse afinal, num país com tantas dificuldades não fica difícil encontrar melhorias a serem feitas, não só na área da educação como também em várias outras.
Estou detalhando tudo isso porque infelizmente vi muita gente no meio de diversas opiniões, cultivando discursos de ódio principalmente contra as adolescentes à favor do short, proferindo palavras ríspidas e brutas sem necessidade e isso é o que ao fim estraga tudo, pois você gostando e querendo usar shorts ou não, deve respeitar o próximo.
Não me importo se você acha que escola não é lugar apropriado para uso do short ou não, eu acredito que seria melhor se pudéssemos usar o que quisermos mas isso não muda o meu valor ou o de algúem que tenha opinião contrária a minha.
Mais importante que tudo nas problemáticas sociais é usar diálogo, paciência e muito respeito.




Oi oi pessoal, então, passei a última semana sem postar mas cá estou eu, agora todo domingo e não mais no sábado.
Qualquer coisa vocês já tem meu Twitter e principalmente os comentários pra se manifestarem ;)
Beijinhos, Jess.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

« »